Inicial         |         Institucional         |         Equipe         |         Agendamento       |         Fale Conosco         |         Notícias


 

Evento comemora Dia da Paz

e do Perdão Universal no CIS-Guanabara

 

O Movimento Mundial de Paz e de Mudança para o Sincronário de 13 Luas promove no próximo dia 25 de julho, às 10h00, a Celebração do Dia Mundial de Paz e do Perdão Universal. O evento será realizado no Armazém do CIS-Guanabara e contará com atividades de meditação, canto e dança.

O Sincronário da Paz representa a Rede de Arte Planetária (RAP) no Brasil. Trata-se de uma aliança global de pessoas voluntárias, autônomas, que trabalham pela paz, pela cultura e pela natureza, sem nenhuma filiação religiosa ou tendência política. Aberto ao público em geral, o evento tem a coordenação da professora Ilse Dudeck e da agente cultural do CIS-Guanabara, Flávia Moraes Salles. O CIS-Guanabara fica à Rua Mário Siqueira, 829, no bairro Botafogo, em Campinas (estacionamento gratuito no local)


 

Obra de Plínio Marcos tem

apresentação no CIS-Guanabara

Leitura encenada de Quando as Máquinas Param será nos dias 12 e 13 de julho. Entrada franca

 

Nos próximos dias 12 e 13 de julho, às 19h00, no CIS-Guanabara, os atores Juliana Firmo e Euclides Franco apresentam a leitura encenada da obra Quando as Máquinas Param, do escritor e dramaturgo Plínio Marcos. A entrada é franca.

Segundo o produtor Euclides Franco, o texto, embora escrito em 1977,  é bastante atual, vivido por brasileiros que integram a grande massa de desempregados do país. Nesse trabalho, Plínio Marcos traduz as angústias de um casamento fragilizado pelo desemprego do marido. Em meio a ondas de demissões e a dificuldade de se conseguir emprego por conta da baixa qualificação, a única distração é jogar bola com os meninos na rua. A relação do casal, em que a mulher se torna provedora da casa e recebe ajuda de sua mãe, entra em crise diante de uma gravidez inesperada, em que o aborto surge como opção.

Obra do dramaturgo Plínio Marcos será apresentada no CIS-Guanabara

Plínio Marcos de Barros escreveu livros e peças de teatro que também foram levadas ao cinema, como Dois Perdidos Numa Noite Suja e Navalha na Carne, produzidos principalmente durante o regime militar. Ator, diretor e jornalista, Plínio Marcos morreu em São Paulo, em novembro de 1999.

No CIS-Guanabara, o evento, com a coordenação da agente cultural Helenice Vitorino, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp. O CIS fica à Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas (estacionamento gratuito no local).  


 

CIS-Guanabara é palco

do Mercado Mundo Mix

 

Evento ocorre nos dias 6 e 7 de julho. Entrada franca

 

O CIS-Guanabara mais uma vez será palco do maior evento de economia criativa do país. Nos próximos dias 6 e 7 de julho (sábado e domingo) o Mercado Mundo Mix (MMM) aporta no Centro Cultural da Unicamp com a proposta de valorizar novos criadores, incentivar a cultura de vanguarda e suas múltiplas linguagens artísticas. Cerca de 50 expositores apresentam produtos de arte, moda, artesanato, alimentos orgânicos, gastronomia de rua e brechó. Atrações musicais, espaço kids e workshops culinário e de artesanato integram a programação.

Nessa primeira edição do ano, o MMM oferecerá oficinas de trabalho e geração de renda do Serviço de Saúde Cândido Ferreira. Essa iniciativa consiste em atividades de artesanato e culinária para pessoas com transtornos mentais ou dependência química. O trabalho com as oficinas possibilita aos pacientes a vivência de um novo papel social que visa, além de melhorar a autoestima e a autonomia, reestabelecer o direito dos usuários à cidadania. 

Conforme ocorreu nos anos anteriores, o Mercado Mundo Mix aposta na gastronomia de rua como opção para os visitantes. Com um cardápio diversificado, as opções vão desde os clássicos da comida de rua até quitutes mais elaborados, incluindo opções para da culinária vegana.  

 A música do MMM ficará por conta do Dj e produtor musical, Wll Robson. Com passagem por casas noturnas como D-Edge e Hotel Unique, Robson já tocou por diversas cidades brasileiras e também em eventos internacionais na Alemanha, Portugal e México. 

 

Cerca de 50 expositores apresentam produtos de arte, moda,

artesanato, alimentos orgânicos, gastronomia de rua e brechó

 

 

Na Rua sem Wifi

Pela primeira vez no Mercado Mundo Mix será realizado o projeto “Na rua sem wifi”, uma proposta de resgate de antigas brincadeiras de rua e outros passatempos clássicos da infância. A iniciativa promove a interação social com pessoas de diferentes faixas etárias, buscando o entretenimento de natureza lúdica, que possui um tempo próprio se comparado à velocidade dos jogos e aparatos tecnológicos tão próximos das novas gerações.

No CIS-Guanabara, o evento, com a coordenação da agente cultural Irani Ribeiro, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp.

 

 

Serviço

O que:  Mercado Mundo Mix

Onde:  CIS-Guanabara (Rua Mário Siqueira 829, Guanabara – Campinas/SP).

Quando:  Dias 06 e 07 de julho, sábado e domingo

Horário: das 10h00 às 22h00

Quanto: Entrada franca


 

Caso de Matraca encerra mostra

de teatro no CIS-Guanabara

 

Peça será apresentada sábado e domingo.

Entrada franca

 

O espetáculo teatral Caso de Matraca, baseado no conto O Alienista, de Machado de Assis e dirigido por Wanderley Martins, será apresentado no próximo final de semana no CIS-Guanabara. A peça encerra a Mostra Cênica de Inverno realizada ao longo desse mês pelo Departamento de Artes Cênicas do Instituto de Artes da Unicamp. No sábado, a apresentação, com audiodescrição, ocorre às 20h00. No domingo, sem o recurso de acessibilidade, às 19h00. A montagem é do Grupo Canjicas de Teatro e a entrada é franca.

 

O espetáculo Caso de Matraca é baseado no conto O Alienista, de Machado de Assis

A mostra do IA tem a coordenação dos professores Rodrigo Spina e Verônica Fabrini. No CIS-Guanabara, o evento tem a coordenação da agente cultural Silvana Di Blasio. O CIS-Guanabara fica à Rua Mário Siqueira, 829 – Botafogo (estacionamento gratuito no local)

 


 

CIS-Guanabara sedia edição

do jogo Miracle Choice

 

Evento aberto ao público adulto ocorre

no próximo dia 24. Entrada franca

 

O CIS-Guanabara promove no próximo dia 24, das 14h00 às 16h00, uma edição do Miracle Choice, jogo de tabuleiro de autoconhecimento criado pelo facilitador de vivências em grupo, o irlandês James Kelly, a partir do livro Um Curso em Milagres. O evento é gratuito e a organização solicita que o participante apresente durante o jogo uma pergunta que mereça uma resposta transformadora.

 Voltado ao público adulto com idade acima de 18 anos, o jogo possibilita uma vivência da força da escolha interior. O trabalho começa com uma breve meditação e em seguida o participante escolhe uma intenção de jogo para que os insights recebidos sejam específicos e relevantes às suas perguntas. Trata-se de um jogo divertido e dinâmico em que os jogadores podem cair em seis diferentes casas: “Necessidades”, “Corpo”, “Relacionamento”, “Identidade”, “Escolha e Milagres” e “Mundo Real”, esta última localizada no centro do tabuleiro. Cartas são tiradas a cada rodada. A maioria das mensagens foi especialmente criada para o jogo e outras são citações curtas extraídas do UCEM (Um Curso Em Milagres). Os insights das cartas são compartilhados com o grupo e podem se relacionar direta ou indiretamente às intenções de jogo de todos os jogadores.

 

Tabuleiro em que é jogado o Miracle Choice. A atividade no CIS-Guanabara é gratuita

Existem três conjuntos principais de cartas e eles o ajudarão a trocar pensamentos por uma experiência de milagre ou facilitar uma celebração em grupo de milagres específicos ou da força da escolha. O jogo combina momentos de cura pessoal e conexão e apoio de outros jogadores. Miracle Choice é flexível e pode ser jogado sozinho ou em grupos de variados tamanhos.

No CIS-Guanabara, o evento, com a coordenação da agente cultural Helenice Vitorino, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp. O CIS fica à Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas (estacionamento gratuito no local).


 

 

CIS-Guanabara é palco do espetáculo Festa do Peixe

 

Peça teatral que integra a Mostra Cênica de Inverno será apresentada gratuitamente no próximo final de semana

 

O enredo da peça escrita pela autora japonesa Yu Miri narra uma situação, até certo ponto, inusitada. Tudo se passa num velório que reúne uma família separada há 12 anos. A cerimônia, misto de festival e ritual, converte-se, então, num acerto de contas. Dirigida pelo professor do Departamento de Artes Cênicas da Unicamp, Eduardo Okamoto, a peça será apresentada sábado (dia 15/06), às 20h00 e domingo (dia 16/06).  A entrada é franca.

Festa do Peixe é o primeiro texto de Yu Miri montado no Brasil. Por esse trabalho, a autora japonesa recebeu o Kishida Drama, em 1992. Atualmente, ela se dedica aos romances, à sua livraria e a projetos especiais, como o programa de rádio transmitido diretamente de Fukushima, após o acidente nuclear de 2011.

Também no sábado, das 14h00 às 17h00, no CIS-Guanabara, ocorre a oficina “Criação a partir de estudos de aspectos culturais japoneses”. Nesse trabalho a proposta é fazer uma imersão no universo do espetáculo e no seu processo criativo. A oficina contará com a participação de Rafael Garcia, ator e tocador de taiko. A mostra tem a coordenação dos professores Rodrigo Spina e Verônica Fabrini. No CIS-Guanabara, o evento tem a coordenação da agente cultural Silvana Di Blasio.

 

Programação completa:

Espetáculo Festa do Peixe

15/6 às 20h00 e 16/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Perdoa-me Por Me Traíres

17 e 18/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

25 e 26/6 às 20h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Caso de Matraca

25 e 26/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

29/6 às 20h00 e 30/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo de rua A Torre Em Concurso

13/6 às 13h00 - Praça do Marco Zero da Unicamp

14/6 às 17h00 - Praça do Coco

17/6 às 16h00 - Praça da Catedral

Mostra 0.18 (mostra de cenas dos alunos do segundo ano)

19 e 27/6 às 14h00 – Paviartes

 

Oficinas:

Proposição e escuta: o indivíduo em relação ao coro

15/06, sábado, das 14h00 às 17h00

Local: Sala dos Toninhos (Estação Cultura)

Criação a partir de estudos de aspectos culturais japoneses

15/06, sábado, das 14h00 ás 17h00

Local: CIS-Guanabara

Jogos cênicos a partir da obra de Guimarães Rosa

17/06 - segunda, das 19h00 às 22h00

Local: Téspis

Práticas Interpretativas com ênfase na linguagem realista

27/06 - quinta, das 19h00 às 22h00

Local: Téspis

 

Endereços:

CIS-Guanabara. Rua Mário Siqueira, 829 – Botafogo (estacionamento gratuito no local)

Paviartes (Unicamp). Rua Pitágoras, 500 – Cidade Universitária, Barão Geraldo

Praça da Catedral. Praça José Bonifácio, s/n - Centro

Praça do Coco. R. José Martins, 738 - Barão Geraldo

Praça Marco Zero da Unicamp. Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo

 

Informações:

Para mais informações sobre o evento, incluindo as apresentações com acessibilidade, acesse a página facebook.com/ArtesCenicasUnicamp.

 

 

O espetáculo Festa do Peixe será apresentado nesse final de semana no CIS-Guanabara

 


 

Projeto Guri se apresenta

dia 13 em Campinas

 

Polo sediado no CIS-Guanabara

mostra resultado de um semestre de trabalho

 

 

Desde setembro do ano passado, as tardes de terças e quintas-feiras do CIS-Guanabara ganharam uma movimentação diferente. Meninos e meninas do Projeto Guri, com idades entre 6 e 17 anos, encontraram-se em busca de um objetivo comum: a música. No começo, como era de se esperar, o som desafinado dos instrumentos tomava conta do espaço. Aos poucos, os jovens aspirantes a músicos e musicistas foram assimilando os ensinamentos e aquilo que era um desencontro de tons graves e agudos transformou-se em melodia, compondo um rico repertório que inclui temas de filmes, MPB e músicas internacionais. Uma mostra desse aprendizado será apresentada no próximo dia 13, às 15h00, no Auditório Ildo Matos, no Centro de Campinas.

Nesse evento gratuito de encerramento de semestre do Polo Campinas, segundo a coordenadora local, Jacque Briquet, 86 alunos com instrumentos de corda, sopro e canto coral, apresentarão cerca de 20 músicas como Manhã de Carnaval, Pirates Of Caribbean, Dancing Days e Aquarela. Os alunos serão comandados pelos professores Sinval Gomes Medeiros (clarinete, flauta transversal e saxofone), Maycon Roberto Paiva (trompete, trombone e eufônio), Claudio Gatto (violino e viola erudita), Fábio Rodrigues Nunes (violoncelo e contrabaixo acústico) e Welma Mendes da Silva Martins (canto coral juvenil e iniciação musical)

O Polo Campinas do Projeto Guri é uma iniciativa que envolve a Secretaria do Estado da Cultura, a Unicamp, por meio do CIS-Guanabara, e a Prefeitura Municipal de Campinas. Para o sociólogo e diretor do CIS-Guanabara, Marcelo Rocco, o evento do próximo dia 13 é o resultado de um trabalho sério e de grande responsabilidade social. “É nosso papel, enquanto centro cultural, desenvolver e fomentar projetos dessa natureza. O objetivo primeiro do projeto Guri é a inclusão social por meio da educação musical. Para nós, o alcance é muito maior, pois sediar esse projeto é uma oportunidade para integração, socialização e desenvolvimento cultural desses jovens, uma vez que o ambiente possibilita o conhecimento de outras linguagens e saberes” afirma.

O acesso ao Projeto Guri é universal e gratuito, porém, a organização desenvolveu políticas e práticas com foco na inclusão de alunos em situação de vulnerabilidade econômica e social. A partir do momento em que passam a  integrar o Guri, os alunos recebem atenção que vai muito além do ensino musical, com foco em trabalhar observando todas as condições que afetam a vida e o bem-estar de cada um, incluindo educação, assistência social, saúde, habitação, entre outras necessidades. O Polo Campinas começa a receber em agosto inscrição para novos alunos.

No CIS-Guanabara, o Projeto Guri, com a coordenação da agente cultural Maria Cristina Amoroso Lima Leite de Barros, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp.

Serviço:

Evento: Projeto Guri – Encerramento do Semestre

Data: 13 de junho, às 15h00

Local: Auditório Ildo Matos (R. José Paulino, 1829 - Centro - Ao lado da Igreja do Nazareno)

Entrada franca

 

 Alunos do Projeto Guri-Campinas em momentos de integração e de apresentações abertas ao público

 

 


 

Memória da cidade é tema de

mostra no CIS-Guanabara

 

Exposição Memória das Coisas será aberta dia 13 de junho. Entrada franca  

 

O Museu da Imagem e do Som (MIS) e o extinto Teatro Municipal de Campinas são o mote para o artista visual e ceramista Afrânio Montemurro na realização da mostra de fotos e de uma instalação intitulada Memória das Coisas. Nesse evento, que será aberto no dia 13 de junho, às 18h00, na Galeria do CIS-Guanabara, o artista afirma que procura instigar por meio da arte o descaso do poder público com a preservação de importantes edificações que um dia existiram ou que ainda integram o patrimônio arquitetônico e cultural da cidade.

O material fotográfico consiste em 17 fotos inéditas feitas com celular que foram modificadas, num primeiro momento, com recursos do próprio aparelho e, posteriormente, com ferramentas do Photoshop. “Tirei essas fotos no Museu da Imagem e do Som justamente para documentar a falta de cuidado em preservar a memória de uma beleza singular. São paredes que, quando da sua construção, foram pintadas a maneira trompe-l’oeil, que, no entanto, por conta de sucessivas camadas de tinta, foram apagando essa memória”, diz. Trompe-l'oeil é uma técnica artística aplicada em perspectiva que cria uma ilusão ótica que faz com que formas de duas dimensões aparentem tridimensionalidade. Provém de uma expressão em língua francesa que significa "engana o olho" e é usada principalmente em pintura ou arquitetura.

Sobre a instalação, Afrânio explica que o objetivo é chamar a atenção dos visitantes para a demolição do Teatro Municipal Carlos Gomes, ocorrida em 1965. “O trabalho parte de fotos de arquivo de jornal que passaram por intervenções. São cinco banners e uma estrutura feita em papel de seda, dispostas numa proposta que sugere a forma do lustre que ficava no centro do teatro”.

O artista visual nascido em Campinas encontra nessa cidade os elementos para a criação de sua arte. Sempre ativo no cenário das artes plásticas, Afrânio participou em salões de arte contemporânea em várias cidades do país. Também apresenta em seu currículo mostras individuais em diversos espaços como MAC Campinas, MASP, CIS-Guanabara e Unicamp, além de galerias particulares.

A mostra estará aberta ao público de 14 de junho a 7 de julho e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00 e sábados e domingos das 9h00 às 17h00. O CIS-Guanabara fica à Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas (estacionamento gratuito no local).

Memória das Coisas tem a coordenação da agente cultural do CIS-Guanabara, Maria Cristina Amoroso Lima Leite de Barros. A exposição tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp. A entrada é franca.

 

As fotos foram produzidas com celular e alertam para o descaso do poder público em relação à memória da cidade

 

 


 

Entremeios abre Mostra Cênica

de Inverno no CIS-Guanabara

 

Peça montada por alunos do IA, a partir de contos de Guimarães Rosa, tem entrada gratuita 

 

Entremeios, dirigido por Matteo Bonfitto a partir de contos do autor Guimarães Rosa, abre a temporada teatral da Mostra Cênica de Inverno no CIS-Guanabara. O espetáculo será apresentado no próximo final de semana (08/6, sábado, às 20h00 e 09/6, domingo, às 19h00). Montada pelo Coletivo Bandô de Teatro, a peça também tem apresentações programadas para os dias 11 e 12 de junho, no Paviartes, no campus da Unicamp, em Barão Geraldo.

Essa edição da Mostra Cênica de Inverno contará com a realização de cinco espetáculos, todos dirigidos por docentes do Instituto de Artes da Unicamp. A programação está assim definida: Festa do Peixe, dirigido por Eduardo Okamoto e dramaturgia da autora japonesa Yu Miri; Entremeios, dirigido por Matteo Bonfitto a partir de contos do autor Guimarães Rosa; Perdoa-me Por Me Traíres, dramaturgia de Nelson Rodrigues e dirigido por Roberto Mallet; Caso de Matraca, baseado no conto O Alienista, de Machado de Assis e dirigido por Wanderley Martins e o teatro de rua A Torre Em Concurso, dirigido por Osvaldice Conceição. O evento, que também contará com a realização de oficinas, tem a coordenação dos professores Rodrigo Spina e Verônica Fabrini. No CIS-Guanabara, a iniciativa do Departamento de Artes Cênicas tem a coordenação da agente cultural Silvana Di Blasio.

 

Programação completa:

Espetáculo Festa do Peixe

06 e 07/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

15/6 às 20h00 e 16/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Entremeios

11 e 12/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

08/6 às 20h00 e 09/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Perdoa-me Por Me Traíres

17 e 18/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

25 e 26/6 às 20h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Caso de Matraca

25 e 26/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

29/6 às 20h00 e 30/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo de rua A Torre Em Concurso

13/6 às 13h00 - Praça do Marco Zero da Unicamp

14/6 às 17h00 - Praça do Coco

17/6 às 16h00 - Praça da Catedral

Mostra 0.18 (mostra de cenas dos alunos do segundo ano)

19 e 27/6 às 14h00 – Paviartes

 

Oficinas:

Proposição e escuta: o indivíduo em relação ao coro

A oficina busca investigar a criação em coro, partindo do indivíduo em relação a ele mesmo, ao outro e ao espaço. Ênfase no jogo, proposição e escuta (20 vagas)

15/06, sábado, das 14h00 às 17h00

Local: Sala dos Toninhos (Estação Cultura)

Criação a partir de estudos de aspectos culturais japoneses

A oficina propõe uma imersão no universo do espetáculo e no seu processo criativo. Com participação de Rafael Garcia, ator e tocador de taiko.

15/06, sábado, das 14h00 ás 17h00

Local: CIS-Guanabara

Jogos cênicos a partir da obra de Guimarães Rosa

A oficina aborda práticas corporais e jogos cênicos que proporcionam a investigação de seres ficcionais de contos selecionados de João Guimarães Rosa. A investigação se dá através da identificação pessoal com a trajetória e universo do ser ficcional, buscando uma abordagem entre identidade e alteridade. As práticas são um recorte da pesquisa dos atuantes no espetáculo Entremeios (20 vagas). Material necessário: levar um objeto que remeta a uma identidade pessoal; usar roupas confortáveis.

17/06 - segunda, das 19h00 às 22h00

Local: Téspis

Práticas Interpretativas com ênfase na linguagem realista

A oficina se dará através de exercícios cênicos explorados ao longo da montagem da peça Perdoa-me Por Me Traíres, de Nelson Rodrigues, utilizando trechos do autor como ponto de partida para o estudo das ações e composição das personagens (15 vagas).

27/06 - quinta, das 19h00 às 22h00

Local: Téspis

 

Endereços:

CIS-Guanabara. Rua Mário Siqueira, 829 – Botafogo (estacionamento gratuito no local)

Paviartes (Unicamp). Rua Pitágoras, 500 – Cidade Universitária, Barão Geraldo

Praça da Catedral. Praça José Bonifácio, s/n - Centro

Praça do Coco. R. José Martins, 738 - Barão Geraldo

Praça Marco Zero da Unicamp. Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo

 

Informações:

Para mais informações sobre o evento, incluindo as apresentações com acessibilidade, acesse a página facebook.com/ArtesCenicasUnicamp.

 

 

O espetáculo teatral Entremeios será apresentado nos dias 8 e 9 de junho no CIS-Guanabara

 


 

CIS-Guanabara e Paviartes abrigam

Mostra Cênica de Inverno

  

Espetáculos gratuitos terão áudio-descrição e tradução em libras  

 

Machado de Assis, Guimarães Rosa e Nelson Rodrigues são algumas das inspirações para alunos da Unicamp que realizam no período de 6 a 30 de junho a Mostra Cênica de Inverno. Os espetáculos teatrais ocorrem no CIS-Guanabara, Paviartes, Praça da Catedral e Praça do Coco. A programação é gratuita e inclui oficinas formativas e exercícios cênicos. Sem perder o foco com a questão da acessibilidade, pelo menos uma apresentação de cada espetáculo terá áudio-descrição e tradução em libras, democratizando ainda mais o acesso do público.  

Segundo a produtora da mostra e professora do Departamento de Artes Cênicas, Alice Possani, o evento apresenta uma proposta diferenciada, marcada por uma realização conjunta que envolve alunos e professores. “Essa mostra possibilita a circulação da produção realizada no âmbito do curso, unindo aspectos de difusão cultural e processos pedagógicos”, afirma. Ela ressalta que a iniciativa reflete “o impulso e a vontade dos estudantes e professores de ampliar e fortalecer as relações com a cidade de Campinas a fim de proporcionar encontros entre a comunidade universitária e o público externo”. Nesse sentido, o CIS-Guanabara torna-se o palco ideal para essa relação com o público que não frequenta o campus da Unicamp. “O Centro Cultural da Unicamp abrigará duas sessões de cada espetáculo”, lembra Alice.

Ao longo de todo o mês serão apresentados cinco espetáculos, todos dirigidos por docentes do Instituto de Artes da Unicamp. A programação está assim definida: Festa do Peixe, dirigido por Eduardo Okamoto e dramaturgia da autora japonesa Yu Miri; Entremeios, dirigido por Matteo Bonfitto a partir de contos do autor Guimarães Rosa; Perdoa-me Por Me Traíres, dramaturgia de Nelson Rodrigues e dirigido por Roberto Mallet; Caso de Matraca, baseado no conto O Alienista, de Machado de Assis e dirigido por Wanderley Martins e o teatro de rua A Torre Em Concurso, dirigido por Osvaldice Conceição. A mostra tem a coordenação dos professores Rodrigo Spina e Verônica Fabrini. No CIS-Guanabara, o evento tem a coordenação da agente cultural Silvana Di Blasio.

 Programação completa:

Espetáculo Festa do Peixe

06 e 07/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

15/6 às 20h00 e 16/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Entremeios

11 e 12/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

08/6 às 20h00 e 09/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Perdoa-me Por Me Traíres

17 e 18/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

25 e 26/6 às 20h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo Caso de Matraca

25 e 26/6, às 14h00 e às 19h00 - Paviartes

29/6 às 20h00 e 30/6 às 19h00 – CIS-Guanabara

Espetáculo de rua A Torre Em Concurso

13/6 às 13h00 - Praça do Marco Zero da Unicamp

14/6 às 17h00 - Praça do Coco

17/6 às 16h00 - Praça da Catedral

Mostra 0.18 (mostra de cenas dos alunos do segundo ano)

19 e 27/6 às 14h00 – Paviartes

 Oficinas:

Proposição e escuta: o indivíduo em relação ao coro

A oficina busca investigar a criação em coro, partindo do indivíduo em relação a ele mesmo, ao outro e ao espaço. Ênfase no jogo, proposição e escuta (20 vagas)

15/06, sábado, das 14h00 às 17h00

Local: Sala dos Toninhos (Estação Cultura)

Criação a partir de estudos de aspectos culturais japoneses

A oficina propõe uma imersão no universo do espetáculo e no seu processo criativo. Com participação de Rafael Garcia, ator e tocador de taiko.

15/06, sábado, das 14h00 ás 17h00

Local: CIS-Guanabara

Jogos cênicos a partir da obra de Guimarães Rosa

A oficina aborda práticas corporais e jogos cênicos que proporcionam a investigação de seres ficcionais de contos selecionados de João Guimarães Rosa. A investigação se dá através da identificação pessoal com a trajetória e universo do ser ficcional, buscando uma abordagem entre identidade e alteridade. As práticas são um recorte da pesquisa dos atuantes no espetáculo Entremeios (20 vagas). Material necessário: levar um objeto que remeta a uma identidade pessoal; usar roupas confortáveis.

17/06 - segunda, das 19h00 às 22h00

Local: Téspis

Práticas Interpretativas com ênfase na linguagem realista

A oficina se dará através de exercícios cênicos explorados ao longo da montagem da peça Perdoa-me Por Me Traíres, de Nelson Rodrigues, utilizando trechos do autor como ponto de partida para o estudo das ações e composição das personagens (15 vagas).

27/06 - quinta, das 19h00 às 22h00

Local: Téspis

Endereços:

CIS-Guanabara. Rua Mário Siqueira, 829 – Botafogo (estacionamento gratuito no local)

Paviartes (Unicamp). Rua Pitágoras, 500 – Cidade Universitária, Barão Geraldo

Praça da Catedral. Praça José Bonifácio, s/n - Centro

Praça do Coco. R. José Martins, 738 - Barão Geraldo

Praça Marco Zero da Unicamp. Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo

Informações:

Para mais informações sobre o evento, incluindo as apresentações com acessibilidade, acesse a página facebook.com/ArtesCenicasUnicamp.

 

Cena de espetáculo que integra a mostra no CIS-Guanabara. A entrada é franca

 


 

Notícias anteriores